Seja um
embaixador
SAMP!

Ao apoiar este projecto está
a garantir que chegará mais longe, por mais tempo, e a mais pessoas:

donativo

Categoria:

Os donativos são dedutíveis à colecta.
Conheça a legislação em vigor sobre mecenato social.

Folgarosa vai ao Museu de Arte Popular Portuguesa

Folgarosa,

Freguesia de Maxial, Município de Torres Novas

Em 1307, nos terrenos hoje considerados como Folgarosa, já residiam 16 agricultores que produziam 23 moios de pães e 2 moios de vinho, com os quais pagavam o dízimo à Paróquia de S. Miguel de Torres Vedras.

Atualmente, como acrescenta a Srª Belmira, “já não se ouve o berrar dos animais, nem o gritar das mães a chamar os seus filhotes, que se entretinham no jogo do botão ou do pião, mas mantém-se o que Folgarosa é, e será sempre: uma aldeia no cume de uma serra, cheia de gente boa, amistosa, batida pelo vento Norte e o frescor do mar, que se pode avistar ao longe.

 

Folgarosa vai ao Museu de Arte Popular Portuguesa

A obra “Entre Amigas… o Martírio das Costas” é o resultado da criação coletiva feita pela comunidade de Folgarosa, Torres Vedras, no âmbito do projeto SAMP Museu na Aldeia. Esta obra teve como inspiração uma Carpete em Bracejo da Ilha, que integrou a exposição itinerante do Museu de Arte Popular Portuguesa, em Torres Vedras. A dimensão e complexidade de padrões da carpete inspirou o grupo a criar um projeto nunca antes feito naquela comunidade, uma intervenção artística numa das suas ruas: um tapete pintado no asfalto!

Assim, foram criados vários padrões geométricos, que serviram como ferramentas para dar forma a este tapete urbano que encanta quem o fez e quem por ali passa! Segundo se fez saber, este tapete tem ainda um segredo contido nos seus padrões… um pequeno intruso, feito malandro, na forma de um padrão diferente, ao qual ficou associada a lenda de que este trará boa sorte a qualquer viajante que o encontre. E assim foi… a Arte como convite para encontros e partilhas.

 

O projeto Museu na Aldeia é cofinanciado pelo PO ISE – Portugal 2020, através da Iniciativa Portugal Inovação Social, e tem como investidor social a Câmara Municipal de Leiria, juntando ainda a Rede Cultura 2027 como parceira que reúne Museus, Câmaras Municipais, Juntas de Freguesia, Associações e Instituições dos 26 Municípios em rede. Conta, ainda, com o apoio do Politécnico de Leiria, União das Freguesias de Leiria, Pousos, Barreira e Cortes, entre tantos outros que se vêm juntando a esta criativa e inovadora iniciativa.